segunda-feira, 13 de abril de 2015

Está tudo dentro da nossa cabeça

Eu consigo, eu sou capaz, dói-me um pouco mas já passa, eu consigo, não é isto que me vai derrubar, o caminho é em frente, desistir é impossível, eu consigo, não vou parar, não posso voltar atrás, é difícil mas eu sou mais forte, eu consigo, eu consigo, eu consigo, não sou capaz de desistir, tenho de conseguir, dói-me pouco, eu consigo, eu consigo, eu consigo, depois disto nada é impossível, eu consigo, eu sou capaz disto, eu sou capaz de tudo...

Eu não consigo, estou muito cansado, isto é impossível, o que raio vim fazer, eu não consigo, eu não consigo, eu não consigo, estou mesmo mal, vou desistir, eu não sou capaz, está a doer-me aqui, e aqui, e aqui, dói-me muito, não posso suportar mais isto, é impossível, vou por outro caminho, talvez haja uma solução mais fácil, não consigo, não consigo, não consigo, estou tão fraco, tenho de parar, isto é impossível, eu não consigo, eu não sou capaz...


Todos temos uma voz interior, o que essa voz nos diz reflecte aquilo que somos.

11 comentários:

  1. Bem verdade eu prefiro quando tenho a primeira voz...

    ResponderEliminar
  2. Pertenço ao segundo grupo. Chamo-me Antonieta. Percebes agora porque tens sido tão importante para mim? E, caso agradecimentos se impuserem, são da minha parte para ti?

    (Desculpa se costumo andar por aqui em modo anónimo, é mais feitio que outra coisa, não é por mal, gosto de passar despercebida e de não me dar a conhecer)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico mesmo muito feliz Antonieta, acredite.

      Eliminar
  3. Se reflete... e depois há dias, e dias...
    :D

    ResponderEliminar
  4. É bem verdade. Mesmo quando é aparentemente contraditória.

    ResponderEliminar
  5. Eu que o diga!!!...

    Com a minha ansiedade crónica sofro por antecipação. É horrível!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. Eu bem tento... a sério que tento ser assim positiva. Vou a meio.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  7. Verdade! Mas nós podemos ouvi-la e contrariá-la quando ela é negativa, ou pelo menos tentar, certo? Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, aquilo que fazemos com aquilo que a voz nos diz também reflecte muito do que somos Gaja.

      Eliminar
  8. Eu passo a vida a calar a segunda e substitui-la pela primeira. Eu sou mais forte!

    ResponderEliminar
  9. story of my life! http://singularidadesraparigaloira.blogspot.pt/2015/03/simplesmente-vai.html

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...