segunda-feira, 20 de abril de 2015

Estou tão triste, tão infeliz. Ninguém me compreende. Pior... já não me conseguem aturar. Estou mesmo infeliz. Já vos disse? Ai... suspiro...

Comprei uma bicicleta nova. Só vos queria contar quando pudesse FINALMENTE publicar a fotografia, mas acontece que na vida real já ninguém me pode ouvir falar do assunto, sobrou para vocês dois ou três que ao engano ainda passam por cá. Comprei uma bicicleta, mas não uma bicicleta qualquer, A minha bicicleta. Escolhi a marca, o modelo e mandei transformar a bicicleta do catálogo na bicicleta dos meus sonhos. Acontece que agora estou aqui dia após dia à espera de FINALMENTE a ver e ninguém me diz nada, ninguém me manda uma fotografia do quadro para eu ver se as cores estão mesmo como eu escolhi, ninguém me diz quando posso FINALMENTE ir buscá-la, ninguém me liga nenhuma. Um mês, um longo mês e ninguém, nenhuma alma caridosa me dá novidades da minha bicicleta. Os meus amigos que pedalam já não me conseguem aturar, já sabem todos os pormenores, já sabem a cor de todas as peças e parafusos. Os meus amigos que não pedalam já não podem ouvir falar de travões, de pedaleiras, de suspensões e de carbono. O Moreno, estou desconfiada que se volto a falar da bicicleta vai comprar tabaco, apesar de não fumar, e nunca mais volta. O dono da loja onde comprei a bicicleta já nem o telefone me atende. E eu estou aqui, triste, infeliz, abandonada, ansiosa e sem ter a quem dizer, pela milésima quinta vez que a bicicleta nunca mais chega, que já sonhei com ela várias noites, que já tive pesadelos em que faziam tudo ao contrário do que aquilo que eu pedi, que tenho uma viagem marcada e que a quero levar, que a bicicleta nunca mais chega e que já estou farta que me digam para ter paciência, que a demora é por culpa minha que a quis transformar, que se tivesse escolhido uma bicicleta igual à do catálogo era só chegar à loja e trazer. A sério, ninguém me compreende, já ninguém tem paciência para me ouvir falar da bicicleta, a não ser vocês dois ou três que ao engano ainda passam por cá, mais não seja porque só vão ler o post uma vez e não voltam cá. A sério, ninguém me compreende, a bicicleta nunca mais chega. Já vos disse que é linda? E que é a bicicleta dos meus sonhos? E que nunca mais chega? Ai... suspiro...

12 comentários:

  1. Eu compreendo-te... ;-) No final de 2013 passei por algo semelhante. E como também era única, faltava sempre uma peça, um pormenor, um parafuso, uma forquilha, qualquer coisa que combinasse com as cores escolhidas, e por isso também a espera foi longa...
    Portanto, só te posso dizer que a espera compensa e que depois vai ser aproveitar ao máximo a bicicleta e pedalar ainda com mais prazer... :-)
    E também eu agora fiquei curiosa com a tua nova bicicleta, quero ver fotos brevemente, eheheh.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. estás à espera que chegue o quê, afinal? :P

    ResponderEliminar
  3. Vais ver que quando chegar olhares para ela vai compensar toda a espera =)

    ResponderEliminar
  4. Possivelmente mandaste fazer bastantes alterações.
    Já foste pessoalmente ao local onde a compraste?

    Quando chegar vais rir da tua ansiedade.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Estás apaixonada, ora!

    Beijocas. :)

    ResponderEliminar
  6. Boa noite. Eu desconfiei logo da compra, assim que escreveste texto anterior sobre a bicicleta. Com uma paixão dessas, sem bife é que não irias ficar. :) beijos e boas pedaladas

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. Tem lá calma Loira :)) isto da paixão é lixado, mas depois.... É a loucura :))

    ResponderEliminar
  9. E não podes ir lá só espreitar ou a bina vem mesmo de longe?

    ResponderEliminar
  10. insiste e não desiste loira!!

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...