sexta-feira, 29 de maio de 2015

Os meus livros #33 - As Recordações

Sinopse
«"No seu lugar, eu refugiar-me-ia numa recordação." Sim, foi isso que ele disse e, depois, acrescentou: "Iria para um lugar onde tivesse sido feliz. Na sua idade, era certamente o que eu faria."» Quando a avó do narrador foge do lar onde se encontra a viver, este sabe que não pode ficar de braços cruzados à espera de ver as autoridades agirem. Mas que sabemos nós das recordações das outras pessoas?... Em As Recordações, David Foenkinos oferece-nos uma reflexão plena de sensibilidade sobre o tempo, a memória, a velhice, os conflitos de gerações, o amor conjugal, o desejo de criar e a beleza do acaso.


Ainda só tinha lido meia dúzia de páginas e já estava completamente apaixonada por este autor, tanto que encomendei imediatamente um outro livro dele. As recordações passa directamente para o TOP dos livros que mais gostei de ler na minha vida. Apetecia-me contactar David Foenkinos e dizer-lhe que fiquei com inveja de não conseguir escrever assim, queria dizer-lhe que ele escreve e descreve como poucas vezes senti. 

2 comentários:

  1. Não conheço mas agora fiquei curiosa...

    ResponderEliminar
  2. Aguçaste-me a curiosidade mas agora comecei com o outro...

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...