sexta-feira, 20 de julho de 2018

Quinze euros e vinte e dois cêntimos, quinze por cento de desconto do valor recomendado para venda

A menos de cem páginas de terminar o livro que me tem acompanhado vou à estante dos ainda não lidos para escolher o próximo, vejo cada pormenor da capa e da contra-capa, abro-o e cheiro-lhe as páginas, é assim que me apresento, em breve faremos parte um do outro, vejo uma etiqueta com o preço mesmo debaixo da Sinopse, este livro não é meu, foi emprestado por alguém, os meus livros nunca têm preço, é a primeira coisa que faço quando chego com eles a casa, liberto-o do valor material que lhe atribuem, os livros só me fazem sentido sem o valor de custo, os livros não deviam ter preço. Os livros são mais importantes que isso.

1 comentário:

  1. Escolher o próximo? Pensei que não tinhas nada para ler...

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...