quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

E eu sou corajosa...

Não é facil estar aqui, mas é bom. Tão bom que é difícil, quase impossível ir embora.
É caminhar na corda bamba, sem nada que me proteja do chão. É imaginar a plateia na bancada e os seus desejos mais intímos em relação ao meu espectáculo.
É caminhar na corda bamba, por vezes de olhos vendados, por vezes com uma visão do mundo como nunca tive.
É caminhar na corda bamba, é imaginar-me lá em baixo, esmagada no chão, mas até com esse cenário de queda me parece apetecível, os braços abertos, o vento a bater-me na cara, a adrenalina no corpo.
É caminhar na corda bamba, sem saber quando a corda acaba, pode ser já ali, mas pode demorar uma eternidade a chegar a solo seguro.
É caminhar na corda bamba, com medo, com insegurança, assustada, mas com vontade de lá continuar.
É caminhar na corda bamba...

... é preciso coragem para saltar, mas é preciso muita mais coragem para ficar aqui.

E eu sou corajosa...

30 comentários:

  1. Sem dúvida ter coragem para ficar na corda bamba é a maior coragem de todas... Continua assim ;) ***

    ResponderEliminar
  2. Basta fazeres aquelas coisas na Bike, que já sabemos que és corajosa... Diria mais, um exemplo!! 8)

    ResponderEliminar
  3. Cobardia seria saltar :)
    Tu, sim, és corajosa... Orgulha-te disso e dessa coragem. Eu fico fascinada com ela... beijinho

    ResponderEliminar
  4. Sim, é preciso ter muita coragem! A maioria simplesmente saltava...

    ResponderEliminar
  5. nem mais....assim é que se fala
    bjs* bem grds

    ResponderEliminar
  6. És uma mulher forte, disso não há dúvidas. Boa sorte *

    ResponderEliminar
  7. o problema Vera, é que dificilmente saímos da corda bamba.
    ou como eu próprio disse esta madrugada sobre outra coias que me aconteceu ontem:ando(andamos) constantemente a caminhar em cima de vidros.
    eu, tou estenuado, mt mt cansado, mas vouaguentando, até ao dia q faça outro disparate.
    bjs

    ResponderEliminar
  8. "A vida é como uma corda
    De tristeza e alegria
    Que saltamos a correr
    Pé em baixo, pé em cima
    Até morrer

    Não convém esticá-la
    Nem que fique muito solta
    Bamba é a conta certa
    Como dança de ida e volta
    Que mantém a via aberta

    Dançar na corda bamba
    Não é techno, não é samba
    É a dança do ter e não ter
    É a dança da Corda Bamba

    Salta agora pelo amor
    Ele dá o paladar
    Mesmo que a tua sorte
    Seja a de um perdedor
    Nunca deixes de saltar

    Se saltares muito alto
    Não tenhas medo de cair (baby)
    De ficar infeliz
    Feliz a cem por cento
    Só mesmo um pateta feliz

    Dançar na Corda Bamba
    Não é techno, não é samba
    É a dança do ter e não ter
    É a dança da Corda Bamba"


    ;)

    ResponderEliminar
  9. Não podia concordar mais :) força minha titia corajosa * beijinho

    ResponderEliminar
  10. Estás como eu, Vera...
    Eu vou ficando. Mesmo antevendo a queda.

    ResponderEliminar
  11. Também me ando a sentir assim... Mas sabe bem... ;)

    ResponderEliminar
  12. Salta que eu seguro-te...

    Bjs doces***

    ResponderEliminar
  13. Ah pois és. Rapariga salta daí, vá lá. Já me tens com os nervos em franja. Era o que me falta ver-te estatelada.

    ResponderEliminar
  14. E é isso que mais interessa, seres corajosa. :)

    ResponderEliminar
  15. Fico feliz em conhecer uma mulher forte, beijos !!!

    ResponderEliminar
  16. És corajosa e muito mais! :) beijo

    ResponderEliminar
  17. corajosa ou não, ficas aqui. faxabori?

    ResponderEliminar
  18. Há que ter coragem, e não saltar... ah mulher valente!
    ;)

    ResponderEliminar
  19. Eu sei que sim, mas fica aí desde que isso nao seja já loucura...
    Beijos

    ResponderEliminar
  20. Muitos, imensos, intermináveis abralos de PARABÉNS!!! :)))

    ResponderEliminar
  21. *abraços, claro, que abralos não sei bem o que é!! :P

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...