sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Eu bem disse que já vos mostrava o verdadeiro motivo dos meu grandes traumas

E eu não sei o que se passa em relação a vocês mas a culpa de todos os meus traumas é mesmo da minha mãe, que me traumatizou com os caracóis, já que me plantava uma palmeira em cima da mona, nem vou comentar. Que me traumatizou com as fotografias, já que me tirava uma de cada vez que me comprava uma roupa nova, acho que o sonho dela sempre foi ver-me a ser uma fashion blogger no futuro, até aos meus dez ou onze anos, altura em que me tornei uma revoltada tenho uns sete ou oito álbuns daqueles bem fixes onde se colavam as fotografias. Nem vos conto (mostro) o trauma que tenho a Carnaval.


Mas voltando às fotografias, a minha mãe olha para esta que vos mostro hoje e vê o quanto eu adorava fotografias, até deitei o meu doce ao chão com medo de ficar mal, quando me tiravam as fotos eu dizia sempre que queria mais uma e outra. Eu olho para isto e vá-se lá entender porquê só vejo pânico. Não admira que seja uma gaja traumatizada.

30 comentários:

  1. ooooh, tás fofinha, deixa-te de coisas!!!

    ResponderEliminar
  2. Oh, que 'coisinha' mais fofa! :)

    Eu, ao contrário de ti, adoro o cabelo encaracolado :P

    ResponderEliminar
  3. Que fofura. Eu também passei pelas palmeiras na cabeça...
    Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  4. desde tenra idade que já és fashion victim. A esse sapato vermelho só lhe falta o salto! ;)

    beijo enorme.

    ResponderEliminar
  5. As nossa mães deviam ser amigas... tenho montes de fotos com o mesmo penteado... :)
    Antes elas tinham que tirar, revelar, esperar... se já existissem máquinas digitais na nossa infância... aí sim seriamos gajas traumatizadas :P

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Tu não entendes que a culpa é dos avós?!

    ResponderEliminar
  7. "quando me tiravam as fotos eu dizia sempre que queria mais uma e outra" - hummm... a culpa era de quem?

    ResponderEliminar
  8. Também tinha assim o cabelo eheh. Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Eras tão fofinha não entendo o trauma =)

    ResponderEliminar
  10. Não te amofines Loira, acho que todas nós temos fotos de palmeira na cabeça e olha que tu estás bem quiduxa! :D:D

    ResponderEliminar
  11. Palmeirinhas na carola também tive muitas...deve ter sido da época!!!!

    ResponderEliminar
  12. Oh riquezinha :d Sim, a cara mostrava um interesse astronómico pela foto, mas pronto!
    E oh pá também usei dessas palmeiras :p
    E aposto que era raro não se ver isso :P

    ResponderEliminar
  13. lol eu fazia poses ridículas... só mesmo em pequenininha é que ficava bem nestas coisas... aos 5 anos tirei uma contrariada, pareço um cão abandonado... nas da escola, tenho um sorriso que até faz doer a cara... e enfim... os meus pais nunca foram de me tirar muitas fotos... eu cá gostava de ter mais recordações da minha infância.... anyway... mesmo com cara de pânico, estás adorável! não podes negar.

    ResponderEliminar
  14. Que coisa mais linda!
    E a tua mãe tem razão.
    Fica feliz por teres uma mãe presente e que te adora.
    Imaginas os milhões que te invejam?

    Pois há muitos orfãos de pais vivos.

    És linda, tens um cabelo lindo e traumatizada só se for convencida, percebes?

    Adoro esses 'apanhados' no cimo da cabeça, também passei por essa fase.
    Tinha caracóis, agora tenho jeitos.

    A minha mamã esmerava-se na roupa, no penteado tal como te vejo aqui. Era um orgulho.

    Tinha 17 anos decidiu sair de casa e fiquei traumatizada, mas foi com o abandono. Isso sim é traumatizante.
    Agora nem me fala e nunca lhe fiz mal.
    De que me adianta ficar traumatizada?
    Tenho de prosseguir e ver o quanto fui mimada na meninice. Há pessoas que nem isso têm.
    Desculpa, mas isto toca-me de tantas maneiras.
    Deixo as outras para outro dia.

    Um beijinho e orgulha-te da mãe, de ti, da família.

    O trauma é brincadeira.

    Repito: Foste uma menina linda, és uma mulher completa.

    E a fotografia é uma queridice.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Pelo menos o trauma deu-lhe para a boa disposição...
    Cuidado, porque se a Isabel Jonet vê esta foto, um dia destes ainda a exibe numa TV perto de si, para confirmar que as crianças só fazem desperdício. Se fosse a D. Isabel, obrigava a filha a apanhar o o doce e ir dá-lo a um pobrezinho.
    Estou mauzinho, mas não ligue... é ressaca do Dia dos Namorados :-)

    ResponderEliminar
  16. Oh estás tão querida :p
    Assustada, mas linda :p

    ResponderEliminar
  17. haahaha ela só era uma mãe babada!!

    ResponderEliminar
  18. Deves de ser uma miúda bem gira, a avaliar pela foto.
    E não há nada mais bonito que um cabelo aos caracóis e se forem louros ainda mais bonito por serem mais raros.

    ResponderEliminar
  19. Pérola,

    Caramba mulher, que murro no estômago, desculpa se te fiz lembrar de coisas tristes, emocionaste-me.

    E claro, eu estava a brincar, estou sempre a brincar com coisas que podem ser sérias para os outros.

    Não sei bem o que te diga, mas mando-te um abraço, daqueles que se dá aos amigos quando se fica sem palavras (e olha que poucas vezes esta sensação me acontece)

    ResponderEliminar
  20. Estavas com um ar de assustada...

    ResponderEliminar
  21. Parabéns pela foto..você está fofa nela..Abraços.Sandra
    Que belo sapatinho vermelho!!

    ResponderEliminar
  22. Querida Vera, eras tão querida! Mesmo fofinha. :)
    Eu que gosto tanto de cabelo encaracolado pelo que li, vejo que tens uma relação de amor-ódio com o teu belo cabelo...
    Beijinhos grandes e bom fim de semana. :)

    ResponderEliminar
  23. Tão fofinha!

    O pânico era que a sessão fotográfica acabasse!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  24. sabes bem k a palmeira nos cabelos dificilmente passará de moda mas ficaste fofa nas fotos.

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...