segunda-feira, 11 de março de 2013

Um dia, minha querida...

vai surgir-te uma situação difícil e não vais saber como agir, entre dois caminhos terás de escolher apenas um, vais sentir-te confusa, vais sentir-te insegura, vais pensar nos prós e nos contras de cada um deles e vais ficar ainda mais baralhada. Num minuto vais achar que tens que agir conforme o que te manda o coração e no minuto a seguir vais achar que tens que agir conforme o que te manda a cabeça. Nesse dia, minha querida, não mostres essa tua insegurança ao mundo, continua a caminhar de cabeça erguida e a falar com toda a segurança de quem sabe precisamente aquilo que quer. Nesse dia, minha querida, lembra-te que podes até nem saber exactamente aquilo que queres mas o mais importante é nunca te esqueceres daquilo que não queres, e aquilo que queres num momento pode interferir naquilo que não queres para a tua vida, depois disso a tua decisão será muito fácil.

41 comentários:

  1. Hoje, considero-me essa querida que descreves neste post. Hoje, podia ter sido eu a escrever isto e outras mais. Mas não escrevi. Não tinha que escrever. Talvez porque vinha encontrar aqui, como encontrei.

    ;)

    ResponderEliminar
  2. Lindo texto e é uma grande realidade... Parabéns
    beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  3. toss the coin but don't rely on it... :)

    ResponderEliminar
  4. Um grande conselho, sem dúvida. E quem é que nunca esteve no lugar dessa querida? Tomara todas nós termos ouvido/lido essas palavras.

    ResponderEliminar
  5. Na minha vida sempre soube muito melhor o que não quero, do que aquilo que realmente quero, mas isso não me tem facilitado as escolhas :(

    Em caso de dúvida devemos ouvir o coração, mas pensar com a cabeça.. assim acho que iremos fazer boas escolhas :)

    ResponderEliminar
  6. Acho que todas somos essa querida em determinadas alturas.

    ResponderEliminar
  7. Adorei o texto! E inspirador!

    ResponderEliminar
  8. Fazemos opções em cada gesto diário, mas a maioria das vezes não prestamos atenção a isso.
    Ma, é verdade, há opções que marcam mais do que outras...

    ResponderEliminar
  9. Apesar de ter os pés muito assentes no chão, sou muito insegura o que me levou algumas vezes a tomar a decisão errada...

    Enfim...vai-se aprendendo...

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  10. Bem dito e eu aplaudo porque sei tão bem do que escreves. Nada como o sentir a pele...

    ResponderEliminar
  11. Estou nessa encruzilhada.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. A propósito do teu comentário de ontem lá em casa, só te posso dizer que (a minha filha mais velha tem 14 anos) me imaginei a dizer tudo isso à minha menina...deixaste-me os olhos marejados, estão a chegar os dias em que ela tem de saber disto, para aprender a escolher, de cabeça erguida!

    jinho

    ResponderEliminar
  13. Eu sinto como se tivesses escrito para mim... Como se essas palavras fossem um reflexo no espelho. Um reflexo de mim.

    Eu não tenho por hábito mostrar as minhas fragilidades nem inseguranças, o que não quer dizer que não as tenha...

    Se as pessoas conhecem as tuas vulnerabilidades, elas aproveitam-se. A minha guerra eu resolvo sozinha e ao meu tempo :)

    É um percurso solitário, mas necessário para encontrar, encontrar-me, neste caso.

    Um beijinho, Vera :)

    ResponderEliminar
  14. Concordo, não devemos mostrar a nossa insegurança, devemos pensar em nós e na nossa essência, e aí decidir.

    Bjsss

    ResponderEliminar
  15. todos nós passamos por isso, certo?
    beijo, loiraça!

    ResponderEliminar
  16. Acho que uma frado JohnyD. Pode ajudar: Se você tem dois amores, fique com a segunda opção; por que se você gostasse mesmo da primeira. Nunca teria uma segunda opção!

    Só converte a ideia para saber qual caminho escolher kkkkk
    tenha uma boa semana, até!

    ResponderEliminar
  17. Quando isso acontece é um momento muito difícil mas que infelizmente não temos outra opção a não ser tomar uma decisão e tentar esquecer os "se"

    ResponderEliminar
  18. refletindo aqui. :)

    http://futuraindependente.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  19. Muitas vezes somos essa 'querida', e nesses momentos tomar decisões não é tarefa fácil. Concordo que não devemos mostrar a nossa insegurança, até porque somos fortes e vamos conseguir decidir o melhor!

    ResponderEliminar
  20. Perfeito. Para imprimir e afixar.

    ResponderEliminar
  21. Direita ou esquerda, esquerda ou direita.... Em frente é o caminho.

    Beijos
    Lili

    ResponderEliminar
  22. Mas tenho que desistir, porque é algo impossível.
    O teu blog é mesmo engraçado :)

    ResponderEliminar
  23. E no final, quando pensarmos se deveríamos ter optado pelo outro caminho, vamos concordar que não, porque a partir do momento em que escolhemos um deles começam a acontecer coisas na nossa vida que nunca teriam acontecido se tivéssemos ido pelo outro! eu sou das que olha para trás e não se arrepende de nada do que fez. já tomei decisões que tiveram consequências más, mas que também tiveram consequências muito boas. não mudava nada :)

    ResponderEliminar
  24. Eu sou sempre a favor de seguirmos o nosso coração. A cabeça é mais chata. Se depois podemos cair? Não tem mal; a cada caída ficamos ainda mais prós na reerguida. ;-)

    ResponderEliminar
  25. É assim a vida. Ela é feita de decisões, umas mais dificeis de tomar do que outras...

    http://deverasoriginal.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  26. Esse texto é bem verdade. Principalmente a parte em que dizes que pode não saber o que quer mas sabe de certeza o que não quer. :)

    ResponderEliminar
  27. Olá, queria-te pedir que pusesses "Gosto" aqui:

    https://www.facebook.com/festivalsecundario2012/posts/500633693307159?comment_id=5247343&notif_t=share_reply

    Se ganharmos, eu e uns amigos ficamos com bilhetes para o festival secundário em Gouveia! Obrigada :)

    ResponderEliminar
  28. saber o que não queremos torna tudo sempre mais facil :)

    ResponderEliminar
  29. Mas no final, escolhas o que escolheres será o acerttado (para o momento em questão)!
    I'm sure of it :)

    beijo doce xxxx

    ResponderEliminar
  30. So true! Eu sei exactamente o que não quero... o que quero é o que for possível de realizar/concretizar :P e assim me vou desenrascando!
    Beijoc@

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...