terça-feira, 1 de outubro de 2013

Vida de blogger...

As ideias surgem-me por vezes como se fossem um turbilhão, são tantas que não consigo agarrá-las a todas, deixo sempre escapar alguma. Falta-me tempo para desenvolver em texto todos os temas sobre os quais me apetece escrever. Inicialmente apontava-as aqui e ali, na agenda do trabalho, num rascunho qualquer no escritório, num post-it amarelo colado na carteira ou num livro qualquer. Tinha sempre duas ou três palavras escritas algures, uma frase, ou um texto completo, por vezes a ideia surge-me e o meu cérebro começa logo a desenvolver o tema e quase que o vejo a desenhar as letras à velocidade da luz. Depois comprei um bloco de notas e comecei a andar com ele para todo o lado, assim que acende a lâmpada das ideias no meu cérebro aponto logo aquilo que quero escrever no tal bloco, giro que se farta. E as ideias estão todas lá, em palavras soltas, em frases, em textos completos, em citações, e vão ficando por lá uns dias, umas semanas, meses, e são só isso, ideias, porque surgem sempre outras, mais urgentes para escrever, mais actuais na minha vida, que me fazem mais sentido naquele dia, naquela hora em que abro a caixa de "nova mensagem". E nos dias em que me falta a inspiração, em que quero escrever mas não surge nada de novo quando abro a tal caixa de "nova mensagem" e ela fica ali em branco, minimizada por tempo indeterminado, nesses dias, por vezes abro o tal bloco de notas e começo a ler o que escrevo quando tenho o cérebro a mil à hora, mas nesses dias, em que me falta a inspiração nada daquilo me faz sentido e mais vale não escrever, porque para conseguir desenvolver um texto e clicar ali em cima, no "publicar" não é necessário somente ter ideias, é preciso muito mais, é preciso estar inspirada.

24 comentários:

  1. Por aqui acontece exatamente o mesmo! Há posts que só fazem sentido num tempo muito específico: o nosso. :)
    Mas como diz a capa do meu bloco de notas, keep calm and carry on! ;)


    The gLiTtEr Side

    ResponderEliminar
  2. Olá Vera.
    A inspiração por aqui as vezes também falha. O que vale é que a proveito os momentos mais livres e inspirados para fazer as mensagens.
    Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  3. São fases. No entanto, como em tudo, as pessoas têm que perceber quando é tempo de parar e recomeçar. Fazer por fazer não é bom, pois isso passa e depois, é pior a emenda que o soneto.

    :)

    ResponderEliminar
  4. É escrever logo um draft, em dez minutos ou cinco ou até dois. Depois, se não der para publicar logo, voltas lá mais tarde - é diferente trabalhar sobre um esboço do que sobre uma tela vazia.

    A inspiração é lixada, nem sempre nos visita quando queremos estar com ela, por isso o truque é mostrar-lhe que funcionamos (ainda que pior) mesmo sem ela a colaborar...

    ResponderEliminar
  5. Pois, quando estmaos inspiradas não há 'papel', quando há papel, há bloqueio...
    oh God!

    ResponderEliminar
  6. eu diria que é preciso Sentir...e se nesse dia, nessa hora não sentimos...mais vale mesmo não escrever pois normalmente só sai.... saem textos vazios, queria eu dizer.

    No meu caso é assim que "sinto". Quando sinto! :)

    E ela, a inspiração volta sempre para as pessoas que sentem!

    ResponderEliminar
  7. Estou com o Mak, apesar de fazer como tu.

    ResponderEliminar
  8. Hoje postei um texto meu queria
    muito ver seu comentário,
    pois de vez em quando
    rasgo aquilo,
    que esta dentro do meu coração gritando.
    A minha felicidade é saber a opinião
    de pessoas como você.
    Com longos anos com blog procurei levar paz e muito amor
    costumo também falar do amor de Deus por todos nós.
    Eu passei e paço por momentos graves mais nada
    nesse mundo tira minha alegria e vontade de viver.
    Foi fácil querer bem você sua simplicidade
    com seus comentários tão carinhosos
    acariciando meu coração.
    Tenho um lindo dia abraços , Evanir.
    E foi lendo sua postagem , que descobri a beleza do seu texto acredite.

    ResponderEliminar
  9. Com este tempo a minha inspiração vai-se puf

    ResponderEliminar
  10. Eu estou com o Mak!
    O meu problema com os drafts é que quando lá volto parecem-me coisas "acabadas" , com fechamento, falta-me depois a inspiração para lhe dar as pinceladas finais, os retoques, ou então passou o seu momento...
    Para escrever a sério (eu não o faço mas o Mak, o Tolan, O Menino de Sua Mãe fazem) dizem que é preciso 90% de transpiração e 10% de inspiração (confirmam Mak, Tolan, Menino de Sua Mãe?)

    ResponderEliminar
  11. Eu ando numa fase mais murcha, com pouca imaginação.

    ResponderEliminar
  12. Tenho andado sem vontade...egoísta, a guardar os pensamentos para mim. Não sei que faça com esta coisa que ando a sentir....
    Beijinho

    ResponderEliminar
  13. Ainda acho que o analógico vence o digital no que toca a guardar ideias. Como tu fazes. Ao vermos as letrinhas alinhadinhas no ecrã, é meio caminho andado para o cérebro, que gosta de "fecho" lhes dar um nó e colocar o selo. Ao menos no papel, consegues enganá-lo e levá-lo a pensar que tem que pedalar mais um pouco. :)

    Contra a corrente, digo-te, mantém o papel. Tens todo o tempo do mundo em frente ao ecrã, depois.

    Lascia la spigna, cogli la rosa:
    http://www.youtube.com/watch?v=pBO5-BcgkxA

    Boa noite, Vera :)

    ResponderEliminar
  14. Acontece-me o mesmo com frequência. É por isso que vou dando cada vez menos uso ao meu moleskine

    ResponderEliminar
  15. E tu quando até não estás inspirada e escreves um post que ao principio ate parece que não nos leva a lado nenhum,no fim percebesse que disseste tudo,és assim :)

    ResponderEliminar
  16. muitas vezes dou por mim a pensar o mesmo...
    a dias e dias
    bjs*

    http://se-tu-saltas-eu-salto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. Confirmo que transpiro muito, mesmo quando não estou inspirado ;)

    ResponderEliminar
  18. Eu às vezes transpiro enquanto estou inspirada, mas normalmente acontece-me quando ando a pedalar. Não sei se já vos tinha dito isto mas pedalar é inspirador.

    ResponderEliminar
  19. Ideias, inspiração e tacto... eu cá gostava de escrever N maluqueiras sobre pessoas que conheço, mas sei que tenho que ser comedida, por isso guardo as ideias , sacudo a inspiração e vou ler os outros blogs, que é mais divertido. Cá estou eu !!

    ResponderEliminar
  20. Ando sempre com a minha maquinita compacta e vendo algo que me desperte a atenção, clico.

    Depois ,vou esperando pela inspiração e vou anotando num bloco...frases, pensamentos, ideias minhas, poemas do meu pai...

    Assim vai crescendo o blog. Procuro ter sempre algo no "forno" para as fases "cinzentas"...

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  21. Identifico-me tanto mas tanto com este post :)
    Mas no meu caso as ideias só me surgem normalmente antes de ir dormir a altas horas da madrugada...
    beijinho*

    ResponderEliminar
  22. Este post podia ser escrito por mim. Depois, o tempo passa, sem conseguir ligar o pc e quando dou conta a ideia já voou. Sabes quando tenho mais ideias? Quando vou a conduzir e são imediatamente atropeladas. Beijinhos

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...