quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Tenho de confessar-vos uma coisa...

O meu ponto fraco são as subidas, daí o meu orgulho indefinido de cada vez que chego lá em cima ao topo, subir exige-me um esforço extraordinário devido aos meus problemas respiratórios. Descer é-me bem mais fácil, para descer só é necessário uma dose de loucura e de coragem e isso nunca me faltou. Como dizia, subir é o meu ponto fraco, quando atinjo um cume a sensação de realização é bem maior por esse motivo. Tenho provavelmente também por isso esta mania de comparar as subidas que faço nas montanhas com as outras, as subidas que me aparecem na vida. Mas aqui, na vida, acabada de chegar ao tão esperado mas assustador piso dez a sensação é completamente contrária, aqui a paisagem emocional é outra, aqui em vez de liberdade sinto a alma acorrentada e o coração apertado. Na vida há subidas bem mais difíceis de fazer, mesmo quando viemos de elevador, na vida a exigência para continuar é a mesma que na montanha, coragem. E isso, nunca me (nos) faltou.

30 comentários:

  1. E vão duas! E digo mais, a minha atitude é sempre a mesma, tanto na montanha como na vida. Eu vou! nem que chegue lá acima com a bike à mão,ou de rastos pelo elevador, mas tenho de chegar. Mas tens razão, a sensação é contrária...

    ResponderEliminar
  2. Mas há quem faça as subidas levado ao colo.
    Nem se cansam...
    Um bom texto, gostei da analogia entre a montanha e a vida.
    Beijo, querida amiga.

    ResponderEliminar
  3. Na vida há subidas bem duras. Mas a sensação que fica quando se chega ao topo... é espetacular! É sempre bom chegar ao topo de uma montanha, seja ela literal ou figurada! :)

    ResponderEliminar
  4. Nas vezes (duas vezes) em que fiz caminhadas gostei mais das subidas, nas descidas fui ultrapassada por todos :)

    ResponderEliminar
  5. e não é que subir nos faz ganhar músculos ?
    :)

    ResponderEliminar
  6. A bem dizer... Eu gosto é de terreno plano... Eheheheheheh! :P

    ResponderEliminar
  7. Nilson,
    Ao colo vão os que deixaram a cadeira de rodas lá em baixo ;)

    ResponderEliminar
  8. O Armstrong já se confessou... tu ainda não.
    :)

    ResponderEliminar
  9. Não tarda estás na volta à França :D

    ResponderEliminar
  10. É preciso é coragem!
    O resto resolve se! :)

    Paulinha

    ResponderEliminar
  11. :)
    O meu ponto fraco também são as subidas e por vezes também as comparo com a vida do dia à dia...
    Mas tal como tudo o que é mais difícil de obter, depois também sabe muito melhor...
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  12. vou levar uma injecção dessa merda no centro de saúde da minha área!
    Estou a precisar! ;)

    beijo

    ResponderEliminar
  13. É mesmo isso. É preciso sobretudo coragem para continuar e nunca desistir, mesmo quando nos começa a faltar a respiração! ;)

    ResponderEliminar
  14. Um excelente texto e gostei da comparação com as montanhas da vida. E é uma grande verdade. Continue com essa coragem.
    Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  15. é assim mesmo querida. O que importa é conseguirmos subir. Mesmo tendo o esforço sido muito.

    Eu então que não ando de elevador já estou habituada a recorrer as escadas =D

    bjs*

    ResponderEliminar
  16. coragem é um ingrediente importante :)

    ResponderEliminar
  17. Eu que iste texto tem muito pouco de bicicleta, mas o meu ponto fraco é a rolar, entre isso e trepar dou-me bem melhor nesta última. Talvez por essa razão sou mais btt que estrada, embora esta última também seja viciante.

    Na vida sou, sem dúvida alguma, btt e gosto mais das subidas. Quando lá chego acima perco o interesse e procuro a próxima.
    Quanto a ti, que não te falte a coragem ;)

    ResponderEliminar
  18. No início pretendia escrever "Eu sei que este texto..."

    :)

    ResponderEliminar
  19. É mesmo preciso coragem :) *

    ResponderEliminar
  20. Efectivamente a subida da montanha costuma ser a melhor parte.
    Cabe a cada um chegar ao cume e depois encontrar trilhos emocionantes que compensem a vontade de voltar a descer essa mesma montanha.

    ResponderEliminar
  21. Gosto tanto dos teus textos! (: E que nunca falta a coragem!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  22. não há nada que saiba melhor do que ultrapassarmos os nossos próprios limites!

    ResponderEliminar
  23. A vida é sempre a pior das subidas, mas quando a conseguimos fazer a compensação é maior!

    ResponderEliminar
  24. Como tem aquela famosa expressão "Pra descer todo santo ajuda".
    No quesito coragem, podemos dar as mãos!

    ResponderEliminar
  25. Dizem que subir é sucesso e descer retrocesso. Talvez por isso nunca tenha tido muitos sucessos ( gosto mais de descer do que de subir, porque também tenho uma boa dose de loucura e as subidas provocam-me falta de ar).
    Bom fds

    ResponderEliminar
  26. Nada é conseguido sem esforço nem realizado sem suor.

    A descer todos os santos ajudam...

    Beijinhos.

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...