segunda-feira, 8 de junho de 2015

Página 52

Nunca seria capaz de escrever tudo aquilo que penso, ou que sinto, ou que faço.

A rapariga no comboio
Paula Hawkins

3 comentários:

  1. Nem escrever nem dizer... Tenho de ler este livro.

    ResponderEliminar
  2. E se calhar seria uma grande maçada ler isso tudo! ;)

    Beijos,Loiraça! :)

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...