sábado, 17 de maio de 2014

Dor de cotovelo é mesmo fodida minha gente

Cair ou não cair em BTT não é questão que se coloque, o certo é pensar, quando é que vou cair, porque mais cedo ou mais tarde todos caímos. Apesar de arriscar bastante não sou muito de quedas, em mais de quatro anos a pedalar tenho no currículo uma meia dúzia de tombos para contar, coisa pouca. Hoje caí e a conclusão a que chego é que não tenho muita imaginação para me mandar para o chão, é que aquilo mais pareceu uma repetição da queda que tive o ano passado, uma descida, roda da frente presa, loira a voar pelo ar, choque no chão com a cabeça para baixo e as pernas para cima, bicicleta a voar para cima da loira (que cenário lindo). O ano passado precisei de ajuda para sair dali e hoje aconteceu novamente, o que muda por completo todo o meu lema de vida, é que antes eu pensava que depois de cair a solução é levantar e continuar, obviamente depois destas últimas quedas o meu lema passa a ser: depois de cair a solução é levantar e continuar, mas antes "tira-me esta merda de cima". 

8 comentários:

  1. Só não cai quem não anda (ou os que não o dizem, vá). Estás bem Loira?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma dor aqui, outra ali, o normal depois de uma queda, o cotovelo é que ficou um bocadinho mal tratado, tens que me dar o nome da pomada milagrosa Gaja.

      Eliminar
  2. Puxa vida que tombo! Tu tem cuidado :O Beijinho xx

    ResponderEliminar
  3. Muito tu gostas de ficar com a bicicleta por cima de ti :). As melhoras Vera :-*

    ResponderEliminar
  4. Loirita, tu para te esbardalhares tem que ser à grande. Ou é ou não é!!!

    ResponderEliminar
  5. Essa, é com toda a certeza!
    Tem cuidado Vera.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...