quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Da falta que alguém nos pode fazer...

Na minha mente existem dois tipos de memória da minha infância, aquelas que as pessoas me contam há anos e que de tanto as ouvir já não parecem histórias, mas sim memórias e as outras, as memórias efectivas, aquelas em que me consigo recordar exactamente do que vivi, do que senti, mesmo sendo ainda uma criança. Uma dessas memórias é de um dia em que a professora da escola primária me colocou no fundo da sala, virada para a parede, dizia ela que mesmo ali, se estivesse virada para a frente, ainda assim conseguia distrair o resto da sala. O que quero dizer é que hoje me sinto exactamente como naquele dia da escola primária, não estou virada para a parede, posso falar e distrair quem me apetecer, mas o sentimento é exactamente o mesmo, porque há dias em que podemos estar rodeados de pessoas, mas falta uma. Só uma... e hoje, em especial, essa pessoa faz-me uma falta imensa. As pessoas não são substituíveis.

24 comentários:

  1. eu felizmente ainda não lidei com esse sentimento de ausência...
    Mas acho que é bom que as pessoas e suas marcas em nós não sejam substituíveis!
    beijo grande para ti.

    ResponderEliminar
  2. Olá Vera,
    Sei do que falas porque infelizmente esse sentimento também faz parte da minha vida.
    O que sei é que devemos estar gratas pelo tempo em que foram nossos, embora isto às vezes pareça muito injusto, e deixar que o momento passe. Porque é um momento. Há-de passar.
    Beijo grande

    ResponderEliminar
  3. Ninguém consegue substituir ninguém porque toda as pessoas são únicas... Com mais ou menos defeitos mas únicas!

    ResponderEliminar
  4. Não, não há...infelizmente ou infelizmente. Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Dá mais uns anos à ciência da clonagem. Mas por enquanto tens razão, ó se tens. Beijoca!

    ResponderEliminar
  6. De forma alguma. Há pessoas que nos marcam e deixam a sua marca em nós, como uma impressão digital que não sai.
    Tornam-se especiais e insubstituíveis.

    ResponderEliminar
  7. Caramba... não sabia que te fazia assim tanta falta... vou já apanhar intercidade! ;)

    beijo
    Sutra
    (Amar + Distância = Saudade)

    ResponderEliminar
  8. pois não, apesar de muitas vezes ouvirmos dizer que sim. As pessoas são únicas quer pelas suas qualidades ou pelos seus defeitos...

    ResponderEliminar
  9. Quando nos falta uma "peça" no puzzle ninguém pode substituir. Era única :( Bjs Loira

    ResponderEliminar
  10. aquela saudade, aquele vazio...sei o k isso é...

    ResponderEliminar
  11. Não são, de todo. Ninguém preenche o espaço vazio deixado por alguém.

    ResponderEliminar
  12. :) No meu antigo emprego também era assim.
    Neste, as coisas são diferentes, as pessoas são diferentes.
    Mas sim, há coisas que nunca se esquecem...

    ResponderEliminar
  13. não há insubstituíveis. mas há substitutos... pessoas ou não. o que seria de nós se não houvesse.

    ResponderEliminar
  14. Concordo, as pessoas não são substituíveis. Há pessoas que deixam uma marca para sempre e, quando não estão, fica um vazio profundo.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  15. por mais estranho que isto soe, todas as pessoas são únicas, mas todas são substituíveis. post profundo pra começar bem o dia ;)

    ResponderEliminar
  16. Cada pessoa nos dá algo único e mais ninguém consegue preencher esse espaço em nós, quando falta...

    bjocas*

    ResponderEliminar
  17. As pessoas que passam pela nossa vida deixam sempre um pouco delas connosco.
    Agora percebo porque te sentes "lost"....

    ResponderEliminar
  18. Penso que a única "coisa" que não é substituível nesta vida é as pessoas. :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  19. como te compreendo...
    acho que a única coisa que ninguém consegue substituir são as pessoas... por mais que às vezes fosse bom que desse para se fazer isso...

    ResponderEliminar
  20. Cada pessoa é uma pessoa. Única e insubstituível.
    Bj

    ResponderEliminar
  21. Belinha,
    :(


    Borboleta,
    Pois...


    Kapikua,
    Por vezes as pessoas estão ausentes mesmo estando perto, mas já não é da mesma maneira, a que nos habituaram.


    Li,
    És linda querida.


    Sonhadora,
    É isso mesmo, podem estar cheias de defeitos, mas continuam a ser única.


    Chisca,
    Beijinho.


    Rafeiro,
    Mesmo com a clonagem não ía funcionar, porque o clone não teria vivido os momentos.


    Hugo,
    Gostei disso, da impressão digital que não sai. É mesmo isso.


    Sutra,
    Essa equação conheço eu bem.


    a Gaja,
    É isso, com tudo de bom e de mau.


    Rititi,
    Pois... o meu puzzle está imcompleto.


    SuperSónica,
    :(


    S*,
    Ninguém mesmo...


    BS of Life,
    Por vezes criamos ligações que são para a vida, eu gosto e pensar assim.


    António,
    Não concordo. Acho que podemos sim viver com a falta de alguém, mas nunca arranjar uma pessoa substituta.


    siceramente,
    Tem dias que acordo assim, inspirada.


    Estrela,
    Hoje sinto esse vazio.


    Ricardo,
    Não concordo contigo, podem ser substituíveis no emprego, por exemplo, mas nunca na vida de outras pessoas.


    Caia,
    Mais ninguém mesmo.


    Inêzita,
    Fizeste-me lembrar da música da Mariza "Chuva"


    JS,
    Penso como tu.


    Su,
    As coisas seriam mais fáceis, mas não seriamos os mesmos.


    Belladonna,
    Beijos.

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...