quarta-feira, 14 de julho de 2010

...



"Às vezes ouço passar o vento;
e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido"



Fernando Pessoa

24 comentários:

  1. Ouvir o vento... junto dessa miúda... n deve ser mau, n ;)

    ResponderEliminar
  2. gostei do teu blog, vou segui-lo.

    beijo doce

    ResponderEliminar
  3. Eu tenho com quem ouvir o vento! E vale a pena ter nascido só pelo prazer de a ter conhecido!

    E como tu, sou feliz!

    Kiss

    ResponderEliminar
  4. Marquês,
    Pois, tu que não visses a coisa por esse lado. Fantástico.
    Beijo vizinho.


    Serge,
    Muito obrigado.
    Beijo.


    MRPereira,
    Isso foi lindo, eu adorei. Mesmo.
    Beijos.


    ph,
    Obrigado.

    ResponderEliminar
  5. Pois que eu adorei a frase...
    Mas sabes o que é que eu realmente amei não é?
    Por tudo isso e muito mais, valeu a pena ter nascido!

    E tu fazes parte do "tudo isso".

    Beijo enorme madrinha linda!

    ResponderEliminar
  6. Cláudia,

    Claro que sei o que tu adoraste, até mais que eu, por ter conhecido pessoas como vocês é que vale a pena o blog ter nascido, por ver estas manifestações de amor é que vale a pena ele continuar a existir e por tudo isto e que vale mesmo a pena ser madrinha.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  7. O senhor era um sábio em cada frase que escrevia.
    Eu que nem gosto de vento...concordo...

    Beijo*

    ResponderEliminar
  8. Eu até suspirei quando li essa frase!
    É bem verdade, mesmo bem verdade! :D

    kissu

    ResponderEliminar
  9. :) Uh, gostas de viver, não é?

    Também eu!

    ResponderEliminar
  10. o post das ferias deve estar para breve Verinha*

    ResponderEliminar
  11. [ suspiro ]

    Frase mai linda :) * beijinho

    ResponderEliminar
  12. Adorei a frase...
    óptima para o meu ataque de nostalgia inútil xD
    (depois passe lá pelo meu coiso que tem uma coisinha pra por no seu coiso xD)

    ResponderEliminar
  13. Adoro Fernando Pessoa, aquele Senhor era um génio da literatura!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Meio Cheio,
    Sábio é o termo, sem dúvida.
    Beijo.


    Guida,
    Ai... (suspiro)
    Beijinhos.


    BS os life,
    Acima de tudo.


    Emily,
    Fico a aguardar as novidades.


    Shell,
    Beijinho querida.


    Olhos de Mel,
    Obrigado.
    Beijinho.


    Ricardo,
    Ataque de nostalgia inútil??? Tu não faças isso... LOL
    (Já vi a coisa no seu coiso para eu coisar aqui e vou tratar disso o mais rápido possível)


    Waldorfa,
    Amiga, que saudades tuas.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  15. gosto de Fernando Pessoa. e de absinto. e quando bebo dos dois, até o vento parece fazer a vida valer a pena ;)
    P.S. que raio de coisa está no copo que a rapariga tem na mão?

    ResponderEliminar
  16. Eu detesto o vento.
    despenteia-me

    ResponderEliminar
  17. Não é incrivel o quanto, por vezes, as coisas mais simples são as que mais significado têm?

    :)

    ResponderEliminar
  18. António Branco,
    A vida vale a pena, mesmo sem o vento, sem o absinto e até mesmo sem Pessoa, nós é que temos que lhe dar um sentido.
    Em relação à bebida, não faço a mais pequena ideia, mas deve ser bem forte.


    Bruxinha,
    Dantes preocupava-me com isso, agora já sou despenteada por natureza.


    Ulisses,
    É mesmo, as coisas simples por vezes têm um significado incrível, só temos de lhe dar o devido valor.

    ResponderEliminar
  19. que frase linda! inspiradora! :)

    ResponderEliminar
  20. eu não estava a falar da bebida mas do objecto que está no copo.

    a vida tem sentido sim. tem é dias ;)

    ResponderEliminar
  21. António,
    Pois, não faço ideia de que objecto está no copo, mas pensei que como meu leitor mais atento, tu é que deverias descobrir.

    "a vida tem sentido sim. tem é dias"
    Eu sei disso, muito bem. Outros há em que não lhe vimos nenhum.

    Beijinho.

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...