sexta-feira, 2 de julho de 2010

Sexta feira, imaginativa...

Confesso. Apetecia-me pegar no carro, e conduzir sem destino, completamente sozinha, música agradável, parar somente quando me apetecesse. Um dia destes faço isso...

E vocês? Onde paravam? O que faziam com um dia assim? Só vocês, sem responsabilidades nem horários, sem obrigações. Sozinhos com o mundo. Contem-me tudo.

49 comentários:

  1. Olha nem sei... acho que pegava no carro, ia até ao shopping mais perto e ficava por lá a percorrer as lojas todas... ;)

    ResponderEliminar
  2. Por vezes faço isso...e nunca sei onde vou parar, só sei que quando regresso venho "renovado".

    Bom dia para ti*

    ResponderEliminar
  3. Ulisses,
    Não parar, de facto é uma opção. Eu por exemplo gosto de conduzir, não me importava nada.

    ResponderEliminar
  4. Suspiro,
    Bem, nesse caso, acho que ía mais longe, ao Freeport em Alcochete, demorava um tempinho a chegar lá.

    ResponderEliminar
  5. Olá Hugo, Bom dia.

    Nunca fiz isso, mas acredito que sim, que voltava renovada. Um dia destes vou e depois conto tudo aqui.

    ResponderEliminar
  6. Eu acho que hoje só parava na praia, mas num local completamente deserto e ficava lá horas e horas a comtemplar o mar.


    Ou então, pegava na minha bike, pedalava durante bastante tempo e parava no cimo de uma montanha e sentava-me num penhasco.

    ResponderEliminar
  7. Eu, se pudesse, pegava no carro, no cartão de crédito, num mapa da Europa e dizia: Hasta la vista!

    ResponderEliminar
  8. Não sei, se calhar ia às compras! LOL

    ResponderEliminar
  9. Ana,
    nem imaginas as vezes que já me apeteceu fazer isso, vezes sem conta.

    ResponderEliminar
  10. Olhos Dourados,
    era o teu dia com o mundo, é natural que escolhesses algo que gostas de fazer.

    ResponderEliminar
  11. Faço isso várias vezes, mas sempre aqui por perto, porque infelizmente tenho sempre de voltar a qualquer sítio. Mas hoje... arrancava e só parava numa qualquer praia alentejana ou algarvia...

    ResponderEliminar
  12. No cabo da Roca. Adoro ir lá e passar um bocado a ver o mar contra as escarpas. É um calmante magnífico! Depois fico por lá, a ler ou algo assim... Algo que me distraia nos momentos de maior stress!

    Kiss kiss loira linda

    ResponderEliminar
  13. Eu...bem, acho que te ia buscar para irmos as duas...sem destino, sem obrigações, sem horários...só ir...

    BeijinhoS*

    ResponderEliminar
  14. Pegava no jipe e ia sem destino. Mas o sitio não poderia ser muito longe pq que ele bebe muito lol
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Não faço ideia...
    Mas adoro conduzir... O mais certo era parar em espanha :)

    Beijo grande (estou sem tempo :( )

    ResponderEliminar
  16. Não fosse ficar um pouco longe de onde moro, ia para o Gerês. adoro aquilo lá. passeava pelo meio daquelas arvores todas, parava naquelas quedas de agua tão giras, ficava a ouvir os passarinhos. que coisa boa.

    ResponderEliminar
  17. Faço muitas vezes quando preciso estar com os meus pensamentos...
    Só de conduzir, ouvir música e ir até à praia e ficar com o mar... é o que me basta! ;)

    Beijo

    ResponderEliminar
  18. Ana,
    Eu também já fiz isso algumas vezes, mas olho sempre para o relógio, porque tal como tu tenho sempre algo para fazer, o que queria mesmo era um dia sem horários. E uma praia alentejana ou algarvia era uma óptima opção minha querida.

    ResponderEliminar
  19. MRPereira,
    Sim, eu sei dessa tua paixão pelo Cabo da Roca com um livro meu querido. Também quero ir lá um dia destes.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  20. Alguém,
    Obrigado minha querida, sim, era óptimo irmos as duas, podiamos parar numa praia deserta e dava-mos o nosso grito. Bem alto.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  21. Alentejanito,
    É nestas alturas que parto para a minha segunda opção, a bicicleta, fica mais barato. lol

    ResponderEliminar
  22. Cláudia,

    Minha afilhada mais linda. Espanha era uma óptima opção, mas melhor ainda era parares em minha casa.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  23. Izzie,

    Olha só a minha sorte. O Gerês é relativamente perto de mim, vou lá imensas vezes. Em vez de um dia, tiras três e já tens estadia.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  24. Essência,
    A minha primeira opção é sempre a praia. Ainda fui lá semana passada, na sexta feira à noite, e é muito bom caminhar de noite à beira mar.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  25. Se a pergunta é onde parava digo já k concordo com o Ulisses e não parava (a não ser k acabasse a gota, e se ele disser para meter eu digo já k para meter tenho de parar na mesma!!!)
    Agora se a pergunta é o k faria num dia assim eu digo te já: DORMIA. tou com uma soneira k nem conto.
    (k puto de testamento...devo ser a pessoa k mais escreve)

    ResponderEliminar
  26. Bruxinha,

    Tal como disse ao Ulisses, não me importava nada de não parar, gosto de conduzir, era uma opção.

    E essa de dormir, se há coisinha que eu ando a precisar é de dormir um dia inteiro, mas não me parece que esteja para breve.

    E aqui escreve o que te apetecer mulher, eu gosto.

    ResponderEliminar
  27. Ia fazer uma visita a uma pessoa que eu cá sei... só pelo prazer de o voltar a tocar.

    ResponderEliminar
  28. Madrinha, parava com muito gosto...
    Levava na bagageira 2 peças e iamos os 4 fazer BTT.
    Eu de moto 4 e voces de bike...
    Boa?
    Não sabes que amanhã e vedeta faz 25anos?
    Ficas a saber :)

    ResponderEliminar
  29. S*

    Compreendo perfeitamente minha querida.

    ResponderEliminar
  30. Cláudia,

    Boa. Essas peças eram essenciais para a nossa rave. E acho que quando nos visses a pedalar não querias outra coisa, deixavas logo a moto 4.

    Não afilhada, não sabia, agora já fico a saber, mas acho indecente que ninguém me tenha avisado. Se não fosse o post nem ia saber... snif... snif...

    ResponderEliminar
  31. Cláudia,

    Ralhar? Eu vou é agrafar-lhe os olhos, isso é que é.

    ResponderEliminar
  32. Também não é preciso tanto!
    Sabes qual era a prenda perfeita?
    Era apanhares o alfa cedinho... E almoçavas comigo...
    Pensa lá nisso!

    ResponderEliminar
  33. Cláudia,

    Vou contar-te em primeira mão.

    Amanhã tenho que vir trabalhar. E estou capaz de chegar à beira do responsável por isto e lhe dar um pontapé nos tomates até eles ficarem colados à próstata. Um não, três, três pontapés.

    ResponderEliminar
  34. :(
    Bolas!
    COnfesso que fico triste!

    E eu agrafo-lhes os olhos!!!

    ResponderEliminar
  35. Eu acho que ia muito muito longe...

    Pararia em tudo o que fosse rio, mar, parque,...

    Adoro viajar.

    Faz-me sentir pequenina num mundo tão enorme e lindo...

    Mas ADORO.

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  36. eu parava no caramulo, mas 1 dia seria pouco, uma semana ja nao seria mau.

    ResponderEliminar
  37. Cláudia,

    Isso é muito pouco, arranca-lha antes as unhas e o cabelo e depois muito alcool... sim?

    ResponderEliminar
  38. D.R.

    Sim, no meio da natureza nós ficamos tão pequeninos.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  39. Elizabete,

    Miga, podia ir contigo, sim? Só nós as duas e mais ninguém para nos chatear???

    Amo você.

    ResponderEliminar
  40. Era mesmo isso que precisava. Andar sem destino.

    ResponderEliminar
  41. a Gaja,
    Todos passamos por isso, por uma fase em que precisamos fugir do mundo, eu hoje, ía até ao fim do mundo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  42. se fosse de dia, ficava a conduzir até mais não, até me apetecer voltar. se fosse de noite, parava numa praia :)

    ResponderEliminar
  43. Eu faria essa viagem sem destino, sem planos ;)

    ResponderEliminar
  44. Claudjinha,
    Sem dúvida que praia à noite é uma óptima opção, eu fiz isso semana passada.



    Guida,
    É esse o objectivo, só nós e o mundo. Beijinho.

    ResponderEliminar
  45. A ultima vez que fiz isso, parei em Espanha em Orense, depois de ter passado pelo Geres....

    ResponderEliminar
  46. Chisca,
    Boa, adorei o teu comentário. O Gerês é uma óptima opção.

    ResponderEliminar

Aqui não há censura...